A Colina Escarlate (Crimson Peak, 2015) é um filme de terror dirigido pelo Guillermo del Toro, o mesmo de Hellboy (2004), O Labirinto do Fauno (2006) e Círculo de Fogo (2013), conhecido por suas ambientações sombrias e extravagantes. Quando anunciaram que estaria dirigindo um terror gótico, que homenagearia clássicos do gênero como Drácula de Bram Stroker (de Francis Ford Coppola, 1992), todos piraram.

crimson-peak-posters

Talvez o problema começa aí: muita expectativa. A Colina Escarlate possui um grande elenco, figurinos, fotografia e design fenomenais. Visualmente, é uma beleza. Mas a narrativa não anda, os ganchos são esperados e nada surpreende. Até mesmo o terror não existe, o que não seria ruim, se conseguisse manter o suspense.

História:

Edith Cushing (Mia Wasikowska, a Alice do Tim Burton) é uma aspirante a escritora que enfrenta dificuldades em ter seu talento reconhecido, principalmente por ser mulher. Não se encaixando na sociedade burguesa do século XIX, negando as investidas do Dr. Alan McMichael (Charlie Hunnam, o protagonista de Sons of Anarchy) e odiando os bailes burocráticos, tem seu mundo virado de ponta cabeça com a chegada do misterioso Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddleston, o Loki de Thor) e sua irmã Lucille Sharpe (Jessica Chastain, a protagonista de Mama). Apaixonada, acaba casando com o Sir Sharpe e indo morar na Colina Escarlate, uma mansão decadente sobre uma montanha que produz barro vermelho. Aos poucos Edith começa a ver os fantasmas e mistérios do lugar, percebendo que os irmãos possuem mais segredos do que gostam de comentar.

mia

A Colina Escarlate imagem 1

O suspense está nas intenções dos Sharpes, que querem a todo custo manter a mansão de pé, já que está afundando no barro (literalmente). Edith é uma mulher forte, que mete as caras, mas que não convence com a Mia Wasikowska. Impossível não lembrar de seu papel sonso em Alice. O roteiro também não é de outro mundo, é a velha história em que a protagonista loira se apaixona pelo príncipe misterioso moreno, perseguida por uma megera e que possivelmente será salva pelo galã loiro. Não necessariamente nessa ordem.

Tudo acaba ficando bastante previsível, o que é uma pena, pois há alguns pontos muito interessantes mas que se perdem durante suas duas horas de duração. O filme é de fantasmas, tem uma cena em que o Dr. McMichael explica sobre como os olhos não vêem certas coisas, mesmo elas existindo, usando o daltonismo e fotografias como exemplo para relacionar. A própria Casa é um espetáculo, a sensação de que ela está em cima de algo mole é impressionante. Importante comentar que quase toda a estrutura foi criada de verdade. A sequência da valsa é digna de Drácula, certamente ficará lembrada como um dos destaques do filme.

A Colina Escarlate imagem 3

Mas chega um momento em que você se pergunta por que diabos colocaram os fantasmas ali no meio, dispensáveis. Quem rouba a cena é a Jessica Chastain, que está linda com os cabelos negros, interpretando a irmã ciumenta. Talvez seja a melhor personagem, alguém que você consegue ver as intenções e crescimento. Sem contar nos vestidos que ela usa, certeza que serão indicados ao Oscar ano que vem. O chazinho que ela dá à Edith lembra muito o coquetel da vizinha em O Bebê de Rosemary.

A Colina Escarlate imagem 4

A Colina Escarlate não é um filme ruim, pois prima em diversos aspectos e chega a ser divertido de assistir. Mas comparado às outras obras do del Toro, fica bem lá atrás, não empolga e nem assusta. As referências e o clima gótico suave ajudam a criar uma estética elegante e delicada, pena que seja tudo tão previsível e até cômico, uma pena mesmo. Há mais coisas pra se comentar, mas que revelaria muitos spoilers, então assista sem grandes expectativas que a experiência será melhor!

Spoilerzinho: Edith e Lucille protagonizam um confronto digno de Pânico 4 perto do final, uma sequência muito boa e clássica de filmes de terror. Talvez a melhor cena do filme, com direito a facada, tapa, perseguição e roupa rasgada. Me lembrou (e muito) a luta entre Meryl Streep e Goldie Hawn em A Morte Lhe Cai Bem (1992). Com pá e tudo!

poster_A Colina Escarlate (Crimson Peak, 2015 – EUA)

Direção: Guillermo del Toro
Duração: 119 minutos
Elenco: Mia Wasikowska, Jessica Chastain, Tom Hiddleston, Charlie Hunnam.


 

Comente pelo Facebook

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta