Olá meus lindos, dengosos, cheirosos e humildes!

Depois de comer três vezes o peso na ceia de natal e encher a cara no ano novo, nós voltamos à ativa e com novidades! E já que sobrevivemos a mais uma catástrofe é hora de começar 2013 de um jeito mais descontraído para não ficarmos loucos em meados de dezembro.

Uma vez eu disse que na internet você pode achar tudo e é verdade. De videos de filhotes aprendendo a descer escadas até coisas que fariam sua família te renegar para sempre. E é lógico que eu não poderia deixar de compartilhar com você duas das séries que me fizeram rir pelo tamanho absurdo.

Se você acompanhou minhas últimas resenhas sobre anime percebeu então que temáticas bonitinhas não são bem a minha praia, então não espere comédias românticas com personagens fofinhas e clima descontraído. Claro que não anula a ideia de escrever um texto sobre um caso eu o encontre. Mas hoje vamos falar de lingerie, Sailor Moon e flatulências!

Antigamente existia um canal de tv chamado Locomotion que, assim como a finada e querida Rede Manchete, exibia animes que marcaram a minha infância e adolescência como Evangelion, Shurato, Yu Yu hakusho e Cavaleiros do Zodíaco. No entanto, a Locomotion não se restringia a animações mais leves, eles foram uma das primeiras emissoras a exibirem soft hentai.

Dance_with_papaUm dos blocos da programação continha animes de curta duração só que com temática mais adulta, como fizeram com a exibição de Ebichu na terra do sol nascente. Além da comédia romântica “If I see you in my dreams” um dos membros disso era “Let’s Dance With Papa” e é sobre ele que falaremos hoje.

A história é basicamente essa: Um pai de família irresponsável e apostador ganha na loteria e nunca mais precisará trabalhar na vida. Diante da vida mansa que o aguarda, o patriarca então resolve passar seus dias e noites enchendo a cara, vendo pornografia e gastando dinheiro com coisas que não precisa. Junto dele estão seus filhos que também são o cúmulo do absurdo.

LDWP é o tipo de comédia escrachada que não exige pensamento lógico ou valores morais altos. Um dos episódios se consiste num campeonato entre pai e filho pelo amor de uma mulher. Nas disputas os dois são obrigados a comer meleca de nariz, casca de ferida e ficar cheirando os peidos da irmã e vizinha entre outras coisas. É bom para quem não quer pensar nos problemas de começo de ano ou na rematrícula da faculdade.

Vale pelas risadas e pelo tom de absurdo dos capítulos mas se você é do tipo de pessoa que acha humor de baixo nível sem graça ou não dá risada com coisas sem noção, passe longe de Let’s Dance With Papa e principalmente evite Lingerie Senshi Papillion Rose.

Sim, eu disse que falaríamos sobre roupa íntima hoje!

Paródia todo mundo faz e os animes estão recheados disso, seja com referências de nomes de personagens ícones nesse universo ou com episódios completos só dedicados a tirar sarro. Lucky Star é destaque entre o gênero, confira se você quiser. É bem bonitinho.

Lingerie_Senshi_Papillon

E paródia semi hentai? Ah esses japoneses, sempre me enchendo de orgulho. Se você tem algum conhecimento do assunto ou assistiu TV quando era mais novo então certamente conhece quem é a guerreira lunar que usa roupas inspiradas nas de colegiais e castiga os outros em nome da lua. Sim, fizeram uma paródia semi hentai de Sailor Moon.

Lingerie Senshi Papillion Rose conta a história de uma garota que não está nem ai para a vida e acha que trabalhar num host club onde as anfitriãs só usam lingerie é a coisa mais normal do mundo. Mas tudo isso muda quando um gato que fala e tem uma camisinha no rabo a encontra e diz que ela é a guerreira papillion. Percebeu a semelhança na essência com o primeiro episódio de Sailor Moon?

LSPR tira sarro de um dos gêneros mais populares do Japão, o de Garotas Mágicas. Alguns exemplos disso que passaram no brasil foram Corrector Yui, Sakura Card Captors e Guerreiras Mágicas de Rayearth. E agora para você ver o poder da internet, assim como o nosso querido amigo magrelão, Slenderman, Papillion Rose surgiu como uma piada. Só que a coisa foi ficando tão grande que o estúdio de animação Pink produziu um OVA disso em 2003.

Lingerie_Senshi_Papillon_Rose-30

Eu não vou entrar muito em detalhes sobre a elaboradíssima trama de Lingerie Senshi, mas basicamente a vilã da história deseja sugar toda a energia sexual masculina do mundo e para isso conta com a Dinastia para ajudá-la. Cabe então as guerreiras Papillion com suas lingeries minúsculas, ataques nomeados de “Poder da ereção do orgasmo rosa” e vibradores mágicos deter o mal que ameaça a terra.

Já deu pra perceber que não precisa nem cogitar a ideia de analisar a lógica desse anime e eu assumo que dei risada diante de tamanho absurdo. Mas eu gosto dessas coisas sem noção, fazer o quê? Então ficam aqui as minhas primeiras dicas de 2013, tenham um bom ano e tentem não matar ninguém.


Título: Let’s Dance With Papa
Nota: 8


Título: Lingerie Senshi Papillon Rose
Nota: 7 (Ainda não superei a cena do gato)

Comente pelo Facebook

Jornalista. Fã de gore, terror e todas as bizarrices da internet. O pessoal daqui diz que eu sou um Shinigami.

2 COMENTÁRIOS

  1. Hahahahaha que legal. eu não gosto de anime mas adoro coisas sem noção também, por isso gosto de Shin chan!

    Com certeza baixarei

Deixe uma resposta