Espelho

O chefe de departamento gordinho que deseja ser magro.

O vendedor magrelo por sua vez deseja ser um pouco mais cheinho.

A recepcionista com cabelo crespo, que faz chapinha, progressiva, relaxamento, tudo em nome de um cabelo mais liso.

Enquanto sua colega de trabalho não gosta do cabelo escorrido e suas armas vão desde os bobs estilo Dona Florinda, passando pelo permanente tão anos 80 até chegar à modernidade do babyliss. Quer cachos definidos e resistentes!

A auxiliar de serviços gerais que tem seios fartos, mas gostaria muito que eles fossem menores.

Já a filha do chefe tem seios pequenos e nesse momento está na sala do cirurgião plástico decidindo o tamanho da prótese de silicone que vai implantar.

O alto que gostaria de ser mais baixo, o baixinho que sofre com a pequenez da altura.

E o eterno ciclo de insatisfação com a aparência que só o ser humano consegue criar.

As brigas com o espelho devem despertar algum tipo de prazer oculto, pois quando o bicho homem consegue modificar um detalhe que não achava agradável, automaticamente encontra outro para por no lugar.

O espelho é um detector de imperfeições superficiais!

A mesma força de vontade utilizada ao frequentar uma academia, fazer dietas mirabolantes, tratamentos infinitos no cabelo, cirurgias plásticas…

Também deveria ser utilizada quando é necessário cuidar da parte interna: mudar atitudes, pensamentos, vencer fobias, superar a autoestima baixa, se libertar dos traumas, abolir o egoísmo, diminuir o orgulho…

Mesmo quando tem certeza que precisa melhorar seu interior para ter uma vida mais leve, esse serzinho cabeça dura ainda consegue criar obstáculos que tornam as mudanças complicadas demais, para serem realizadas agora.

Comente pelo Facebook

ARTIGOS SEMELHANTES