Nesse final de semana, nos dias 17, 18 e 19 de julho, tivemos a 21ª Fest Comix. O evento que ocorreu no São Paulo Expo é de realização da nossa loja parceira, a Comix Book Shop, e reúne diversas atrações para interessados em quadrinhos. Estive no evento e selecionei alguns dos destaques do evento – ao menos para mim – para apresentarmos para os leitores da Mob Ground!

11774667_1074618439217472_1388456999_n

Bem na entrada do evento encontrávamos de cara o estande monstro da realizadora do evento. No estande “Comix Book Shop” você conseguia comprar uma variedade enorme de gibis com descontos, além de alguns lançamentos que estavam sendo exclusivamente vendido por lá. Como sempre, o estande é muito atrativo para a maioria dos visitantes, pois lá você pode adquirir aqueles gibis que estão faltando na sua coleção, ou algum que você estava procurando por um preço mais acessível. Os fãs de mangá e super-heróis fazem a festa. É possível por todos os lados do estande encontrar a molecada com pilhas e pilhas de gibis, fazendo as contas se o dinheiro guardado vai dar para levar as edições escolhidas.

O estande também era uma ótima oportunidade de pegar gibis de artistas que estão no evento. Assim você conseguia aquele autógrafo maneiro. Particularmente foi o que fiz, já que lá estavam sendo vendidos a nova Graphic MSP, Turma da Mônica – Lições de Lu Cafaggi e Victor Cafaggi, assim como O Esqueleto: O início do argentino Salvador Sanz.
11749421_1074275835918399_2094147152_n

11749511_1074275825918400_950237897_n

11737119_1074552675890715_496259614_n

De posse dos meus gibis para autografar fui procurar os irmãos Cafaggi e Salvador Sanz. Eles estavam no espaço da “Área dos Artistas”. Como sempre, as filas para conseguir um autógrafo dos artistas das Graphic MSP estavam quilométricas. Já a fila para o autógrafo com o Salvador estava mais tranquila. Peguei os autógrafos com o porteño e deixei para uma próxima vez o desenho e assinatura dos irmãos mineiros, já que também já tenho minha edição de Laços autografada pela Lu. Eduardo Damasceno e Luis Felipe Garrocho autores de Bidu, Caminhos também estavam autografando por lá.

11774619_1074276039251712_538481393_n

11748786_1074275992585050_2146360517_n

O autógrafo do Salvador Sanz era o que eu mais esperava conseguir no evento. Gosto muito dos gibis do rapaz. Trocando algumas ideias com ele pude confirmar minha impressão de que boa parte de suas inspirações vinham de H. P. Lovecraft. Sanz ainda me contou que fez as ilustrações de uma edição argentina de O Chamado de Cthulhu recentemente. Sobre o lançamento da editora Zarabatana Books, explicou se tratar do capítulo 1 de sua história O Esqueleto, que na Argentina foi publicado em uma tacada só. Havia levado minha edição de Noturno para ser autografada e peguei outro autógrafo no gibi que estava sendo lançado.

11748745_1074276132585036_860948496_n

salvador
Na “Área dos Artistas” você também encontrava quadrinistas independentes. Eu destaco para vocês alguns dos trabalhos mais interessantes que encontrei por lá. Primeiramente, o sensacional Thiago Souto autor de Mikrokosmos estava lá. Este gibi foi uma das minhas grandes surpresas na Comic Con ano passado, portanto, reencontrar o Thiago na Fest Comix foi muito legal. Lá ele estava vendendo o Supernova e Mikrokosmos além de incríveis prints de seu novo trabalho que ainda será está para sair. Além disso, Thiago estava vendendo um print comemorativo do sucesso de Mikrokosmos. [Confira aqui a resenha que já fiz sobre Mikrokosmos.]

tiggo tigo

Lá também estavam André Turtelli Poles e Renato Quirino com seus trabalhos Aokigahara e Aconteceu com um amigo dum amigo meu. Fortemente recomendados para mim, não pude deixar de dar uma passada e garantir meus exemplares.

11748786_1074275905918392_243987757_n

11759522_1074275869251729_959977508_n

11756466_1074580152554634_824221834_n

Uma boa surpresa foi conhecer Bruno Dinelli, também bem recomendado para mim, fui atrás de seu AnderdoguePrimeiro gibi de Bruno, realizado como sua monografia e tendo como banca ninguém mais ninguém menos que Camilaço Solano – indicado ao Troféu HQ Mix desse ano por CAPTAR. Anderdogue está impecável, em uma edição que dificilmente parece independente – uma ótima aquisição.

11733311_1074579939221322_1366091946_n

11759611_1074275915918391_745410596_n

anderdogue

11749291_1074275942585055_914636338_n

Gabriel Arrais e Marcio R. Gotland também estavam lá e com os sensacionais Necro Morfus e Greg: o contador de Histórias. Confesso que esses foram os gibis que não aguentei esperar chegar em casa para ler. Voltando do evento para casa, ainda no ônibus, já arrematei a leitura destas duas belezinhas. Confiram aí:

11736930_1074579999221316_739405915_n

11748644_1074275979251718_1192822081_n

Por fim, também adquiri O caderno rosa de Maria Clara de Ruis Vargas, Feliz aniversário, minha amada de Brão Barbosa e Michelle a vampira: A volta da morta-viva de Emir Ribeiro.

11759013_1074275949251721_191963739_n

11756690_1074275945918388_735764608_n

11774808_1074597645886218_1981779146_n

11748594_1074600245885958_650766303_n

11749621_1074275939251722_1017048561_n

11756564_1074580139221302_1560794787_n

11749281_1074600269219289_750777534_n

Haviam muitos estandes de editoras, mas vou destacar apenas dois que estavam com produtos de cair o queixo e com descontos imperdíveis, além de serem animados, fazerem sessões de autógrafos e receberem muito bem os visitantes. São eles: MINO e Veneta. Deem só uma olhadinha no que tava pegando lá:

A MINO estava com Quadros de Mike Deodato Jr., Lavagem, Talvez seja mentira e Azul indiferente do céu de Shiko, Harmatã de Pedro Cobiaco, Perpetuum Mobile e Pigmaleão de Diego Sanchez e L’amour: 12oz e Quarto vivente de Luciano Salles. Também estavam vendendo prints e camisetas com arte de seus artistas, além de com muito mimo, presentear seus clientes com um kit de sacola personalizada da editora!

11737155_1074275839251732_704454659_n

11748604_1074275842585065_989798524_n

A Veneta estava com diversos títulos entre livros e quadrinhos, destacando: Talco de vidro e Tungstênio de Marcelo Quintanilha, Caravaggio de Milo Manara,  Do Inferno de Alan Moore e Eddie Campbell, Coração das Trevas de Joseph Conrad, e  Cumbe de Marcelo d’Salete.

11737072_1074275852585064_426808995_n

11749459_1074275862585063_969541449_n

11749466_1074275859251730_258000005_n

Para finalizar, várias exposições estavam rolando na Fest Comix. Duas foram as mais interessantes para mim: uma sobre o português Jaymes Cortez, Mestre dos quadrinhos no Brasil; e a EXPO CAFA com fotografias e uma exposição de action figures.

11748639_1074614519217864_121165561_n

11749707_1074614532551196_1312573236_n

11774369_1074614522551197_1842448526_n

11774405_1074614529217863_1263684404_n

11774346_1074614425884540_596998088_n

11694362_1074614442551205_1882315215_n

11759471_1074614449217871_404159287_n

11739644_1074614455884537_493620697_n

11748622_1074614445884538_288294448_n

11748751_1074614469217869_1975619489_n

11756437_1074614472551202_1986546595_n

11774564_1074614465884536_1932280122_n

Bom galera espero que dê para ter um gostinho de como foi a Fest Comix 2015 e até ano que vem!

Obs: E a sua Fest Comix, como foi?!

Comente pelo Facebook

Diego é Psicólogo, Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP. Colabora no site com textos sobre Cinema e Psicologia. É autor das pequisas: “Filmes de Terror e Psicanálise: Um esboço sobre os mecanismos psíquicos subjacentes a espectadores” e "Zumbis: O Discurso Inconsciente em um Fenômeno Social", ambas realizadas na PUC-SP.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta