Confira a estréia do Lucas Panoni aqui na MOB GROUND, cambada!

Os “hipsterzinhos” descolados invadiram as ruas. Tomaram a Avenida Paulista com seus óculos retrô, moleskines, casaquinhos do vovô e cafezinhos do Starbucks. E trouxeram com eles muitas porcarias, como esses grandes festivais de bandinhas indie e essa tendência de filtros com branco saturado e arredondamento de pontas de foto (nem preciso falar que me refiro ao Planeta Terra Festival e ao Instagram, né?). Essa modernidade vintage me enjoou um pouco.

E nos seus antros de cultura e diversão, os Cines Jóia e Becos 203 da vida, estão eles, sendo felizes com seus Iphones, vestidos floridos e sapatinhos Oxford. E ouvindo o que? Band of Horses.

Não tenho nada pra falar da banda. É um som bem feito e bem direcionado. Eu não curto, mas as moças moderninhas piram. Todas as épocas têm seu estilo, quem sou eu pra julgar? Onde tiver cerveja barata, eu estarei, e pode estar tocando Black, Viking, Death, e todas as outras milhões de derivações do metal, ou pode ainda estar tocando funk… Não, funk não.

O fato é que quem nasce pra ouvir Band of Horses, nunca vai ouvir HORSE The Band (a escrita é assim mesmo, com todas maiúsculas no “horse”). MAS O QUÊ? Você nunca ouviu HORSE the Band? E ainda se diz fã de Super Nintendo e hardcore? Tsc tsc, vou ter que ensinar alguma coisa pra você.

Você deve estar se perguntando: “mas não estávamos falando de música? O que o Super Nintendo tem a ver?” e eu respondo, TUDO, meu caro. HORSE The Band é uma banda de NINTENDOCORE. Vai falar que não sabe o que é? Tudo bem, eu entendo, o hardcore tá ficando com mais vertentes que o metal – isso porque já existe o metalcore.

Nintendocore, por definição, é o hardcore com influências dos sons dos NES e SNES. Sabe aquela musiquinha do Super Mario Bros., que não vai sair da sua cabeça a partir de agora? Então, é esse tipo de som que os caras do HORSE The Band fazem com um tecladinho e incorporam num hardcore grind experimental pesado.

DUVIDO que você não ficou curioso pra saber como é esse som, e eu te antecipo: é fantástico.

Imagine que você é o Bowser, o poderoso chefão da Dinosaurland, e tem que motivar seus Koopas a quererem a cabeça do Super Mario. Você tem que fazê-los ficar com sangue nos olhos. Imagine que você vai torturar os ovinhos do Yoshi. Vai aprisioná-los em uma caixa quadrada e com uma interrogação rodando em volta, eternamente. O que vai te deixar com tanta vontade de destruir pixel por pixel?

Apresento-lhes, HORSE The Band.

(nesse video, não dá pra ouvir muito bem o tecladinho, mas dá pra sentir a pegada da banda.)

Se gostou, entre pro time! Se não gostou, assalta o guarda roupa do seu avô e vai pro Beco 203. Não se esqueça de colocar no seu iPod a discografia do Band of Horses.

Comente pelo Facebook

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta