Mobcast01_thewalkingdead

Olá seus lindos e absurdamente bem vestidos!

Vocês pensaram que nossas tentativas de produzir um podcast legal acabaram? Pois é, somos teimosos e gravamos mais um!

No piloto do Mob Cast, conversamos a respeito da nova geração de consoles e tal – ouçam-.  Hoje o tema pula pra outro universo. Depois da decepção da terceira temporada, agora é hora de falarmos sobre The Walking Dead!

Mas não só descemos a lenha na série, também falamos dos quadrinhos e dos jogos lançados. Nossos participantes da vez são Chaves-trabalhos-em-nome-de-Deus-Papel, Giancarlo-wikipédia-de-games-Silva, Felipe-Rick-é-um-cuzão-Storino e eu, Beatriz-maníaca-paz!

Escutem ai e espalhem geral!

E não deixem de assinar o feed do MobCast!

Reproduzir

Comentado neste episódio:

Governador mirando com o olho perdido

The Walking Dead: Os altos e baixos da segunda temporada

Vivo, mas ordinário

The Walking Dead: The Game

O decepcionante final da 3ª temporada de The Walking Dead

Edição: Tiago Malta

Artes: Thiago Chaves (@chavespapel)

OFERTAS:

Comente pelo Facebook

Jornalista. Fã de gore, terror e todas as bizarrices da internet. O pessoal daqui diz que eu sou um Shinigami.

9 COMENTÁRIOS

  1. Conhecia pouco, mas li o quadrinho até certo ponto antes de começar a série, que acho boa na medida do possível. Claro que injustamente reclamamos por algumas decisões na tv serem piores que no quadrinho, mas como é uma série pra tv e passa em canal aberto americano está bom na medida do possível.

    Gostei do cast, esperarei pelos próximos.

  2. Podcast da hora de novo =D

    Gostei da resenha do jogo, como não joguei fiquei com muita vontade, Agora sobre a serie. Muitos questionam qual o motivo da série ser tão decepcionante, isso foi abordado no podcast, na questão da narrativa questionável e o roteiro com alguns furos desnecessários mas eu tenho um outro ponto de vista resumido em apenas uma frase:

    A terceira temporada foi sim ruim, porque a série ficou pop.

    Antes que me atirem pedras, já esclareço. Não estou defendendo que a série deveria ser uma seita secreta onde apenas os “escolhidos” poderiam assistir e se divertir. Me refiro ao fato de que sinceramente não trás absolutamente nenhuma polêmica como as vistas na HQ.
    Na série não há homossexualismo, não tem estupros, não há suicídios trágicos e outras coisas eticamente perturbadoras. Não tem nudez e a única insinuação de sexo é bem sutil, no máximo uma Andrea passando marcha no cambio do Shane ou o Gleen roubando uns preservativos em uma farmácia. Coisa que na HQ é beeemmm mas beeeem explorado, além disso na série a violência é splatter e gore, mas nada realmente perturbador… Isso de certa forma tornou a série light demais quase parecendo um Crepúsculo.

    Sinceramente existem no mínimo 6 outras séries de bastante sucesso, que abordam e abordam DEMAIS os temas mais polêmicos e controversos.

    Abraços!
    PS: Queremos mais!

    • Olá Paulo! Primeiramente muito obrigado pelo seu comentário!
      A questão é que, se não me engano, Walking Dead rola na TV aberta lá nos EUA, então eles não poderiam usar muito desses artifícios, senão ela mal poderia ser exibida em horário nobre. Isso é o oposto de séries como Game of Thrones que é feita pela HBO \o/ e que tenta retratar, claro que de acordo com as limitações de cena, tudo de forma mais perturbadora.
      Posso estar enganado no meu pensamento, mas acredito que esse seria o maior motivo.

      • Mas roteiristas bons passam por cima das limitações da tv aberta. Breaking Bad é da mesma emissora que The Walking Dead e é infinitamente superior.

        • Mas tem que ver que Breaking Bad não tem membros decepados a todo o instante, sexo e todo o tipo de coisa impróprio para determinadas faixas etárias. Acho que a comparação não foi muito boa, já que se Game of Thrones fosse feito para tv aberta, provavelmente não seria metade do que é hoje.

          • Mas aí é que tá, na questão de desmembramentos Walking Dead é fiel à HQ. O que faz a série ruim são os roteiristas que muitas vezes nem sabem o que estão fazendo. A comparação com Breaking Bad foi justamente porque as duas são da mesma emissora. Sem contar que Breaking Bad tem bastante violência e nego se drogando adoidado. O que não seria justo é comparar com GoT, que é de uma emissora a cabo especializada em séries adultas.

  3. Ahhh, infelizmente não vou ouvir este.
    Parei de ver Walking Dead no final da primeira temporada, e ainda não consegui voltar a ver.
    Vou guardar aqui pra ouvir depois, pra não pegar spoilers. hehehe

    Té.

    • Poxa cara, confesso que depois que li as HQs até desanimei em continuar assistindo a série. Não quero estragar a aura criada por ela e não esquento com spoilers também, até porque eu filtro o cast antes de ir para edição…rsrsrsrsrsrsrs…

      Mas vê se arrume tempo aí para assistir e depois ouvir esse povo falando sobre a série!!

Deixe uma resposta