sol-nascendo-no-campo-

Às cinco, acordei.
Eu precisava saudá-lo.
Entretanto,
Ele se escondeu.

E eu lá,
Na pedra mais alta…
Ventava…
E nada.

Após quarenta minutos…
Lá estava.
Sorriu,
Saldei-o.

Deixei a mágoa de lado,
Sorri de volta e,
Parti para acompanhá-lo.

E, para tal proeza
Eu deveria fazer do meu dia o mais feliz de todos.
Assim,
Todos os dias.

Por mais que não reconheçam o que fazemos,
Por mais que dê raiva,
Fiquemos indignados…
Enfim…
Quando o Sol nasce,
Ele da o “maior show”,
Mas muitos ainda dormem e,
Mesmo assim,
Ele nunca deixa de brilhar.

O post O dia, meu dia. apareceu primeiro em Mob Fiction.

  • Cantinho do Poeta Feliz – Tiago Malta

    De repente eu abri os olhos e todas as coisas mundanas e universais Começaram a olhar pra …
  • Sorry, Rigor Mortis

    E ai seus espetaculosos! Hoje é dia de dobradinha de curta metragem na Mob Fiction!…
  • Triálogo

    Primeira vez: Oi, quero uma dose de whisky! Mas moça, o que se passa? Por quê…
Carregar mais artigos relacionados
  • Triálogo

    Primeira vez: Oi, quero uma dose de whisky! Mas moça, o que se passa? Por quê…
  • A vida e a volta.

    Elsa está a pensar na vida. Seus olhos vidrados na vista de sua janela, onde a vist…
  • ENTÃO, TALVEZ.

    O café esfriando Seu sorriso me chamando Sem foco no trabalho… Seu cigarro q…
Load More By Patrícia Hipólito
  • Sorry, Rigor Mortis

    E ai seus espetaculosos! Hoje é dia de dobradinha de curta metragem na Mob Fiction!…
  • Triálogo

    Primeira vez: Oi, quero uma dose de whisky! Mas moça, o que se passa? Por quê…
  • Ilusão (I) de Ótica

    - Sabe, eu culpo os filmes. - Hein? - É. Os filmes, os livros e a cultura pop em ge…
Load More In Mob Fiction
Comments are closed.

Confira também!

Triálogo

Primeira vez: Oi, quero uma dose de whisky! Mas moça, o que se passa? Por quê…