Mob_massacredaserra


compraCompre aqui as edições:

massacreO Massacre da Serra Elétrica (Classic Edition)

Submarino | Saraiva | Americanas | Amazon 

O Massacre da Serra Elétrica (Limited Edition)

Submarino  | Saraiva | Americanas | Amazon 

 


O ano era 1974, o filme O Massacre da Serra Elétrica. Um filme de horror de baixo orçamento (também conhecido como Filme B), com um elenco de atores desconhecidos, que contava com a direção de Tobe Hooper e com o roteiro de Kim Henkel. Lançado com um ar de documentário e apresentado como se fosse baseado em uma história real, a produção causou um verdadeiro pânico entre os censores da época, que proibiram a exibição do filme em diversos lugares.  Sofreu também um grande preconceito por parte da maioria dos críticos de cinema, que foram bastante duros com a produção, chegando a defini-la como:

A degradação absoluta da imaginação artística

Mas é aquela velha história, “O que é proibido é mais gostoso”. Assim sendo, é claro que o público ficou curioso para ver o filme. E foi isso que eles fizeram. Nos cinemas em que o filme estava em cartaz, o público lotou as sessões para conferir com os seus próprios olhos a chamada “degradação”.

Massacre02

O ano agora é 2013, o livro O Massacre da Serra Elétrica: Arquivos Sangrentos, recém-lançado pela Editora Darkside no Brasil, é o primeiro livro da “Coleção Dissecando – Filmes Clássicos de Terror” da editora. Coleção que vai apresentar os bastidores de algumas das principais obras do gênero, destacando o que todas têm em comum: jovens com muita paixão pelo cinema, porém pouco orçamento e condições, mas que com muito improviso e criatividade vão lá e fazem suas produções, e contam suas histórias – nesse caso, regadas a bastante sangue – e rompem as moralidades do seu tempo.

O Massacre da Serra Elétrica: Arquivos Sangrentos foi escrito pelo inglês Stefan Jaworzyn, que até então era desconhecido para mim, mas que é um grande fã e conhecedor do assunto.  O cara foi editor do fanzine de horror Shock Xpress (esse que deu origem a uma série de livros homônimos), é fundador do festival de filmes de horror Shock Around the Clock que acontece em Columbus (Ohio – EUA), festival que faz uma maratona de 24 horas seguidas exibindo filmes de terror.  E também é guitarrista, tendo participado das bandas de rock Pure, Skullkf lower, da banda de jazz Ascension, além do projeto paralelo Descension.

A princípio, achei que o livro se tratava apenas de uma adaptação do roteiro de 1974 para a literatura. Mas como percebi assim que comecei a ler, não é nada disso. O livro é uma verdadeira enciclopédia e um making off de todos os filmes da série. Desde o incomparável primeiro filme, passando pelos documentários já feitos sobre a produção, até o mais recente filme que será lançado em 3D nesse ano de 2013.

Ao longo de 320 páginas, Stefan Jaworzyn reúne histórias dos bastidores dos filmes da série (como foram feitas a escolha dos atores, por exemplo), críticas da época, relatórios que recomendavam a censura do filme – pra vocês terem uma idéia, a exibição do filme nos cinemas só foi liberada na Grã–Bretanha em 1999, quase 25 anos depois – , cartazes e pôsteres que os filmes ganharam mundo afora, MUITAS fotografias inéditas e raras das filmagens…

Tudo isso, contado através de entrevistas com mais de 20 pessoas envolvidas nas produções dos filmes.  O livro poderia ficar cansativo nesse estilo entrevista/documentário, mas como o mesmo tem uma diagramação belíssima e é ricamente ilustrado, nem percebemos o passar das páginas. Até demoramos a passá-las na verdade, por ficarmos admirando a qualidade do material.

Massacre10

O livro conta ainda a história do assassino que inspirou a criação do Leatherface (o vilão do filme), o Edward Theodore Gein. Ed Gein é considerado o assassino mais macabro do século XX, tendo em vista que ele criava coleções com diversas partes dos corpos das suas vítimas, e de corpos que ele roubava nos cemitérios. Coleções absurdamente macabras, tais como: nove máscaras feitas com pele humana, cadeiras revestidas e forradas com pele humana, uma coleção de nove vulvas (vaginas) – entra elas, a da mãe dele que estava pintada de prata – , um cinto feito com mamilos, uma tigela feita com um crânio, um traje feminino completo construído com a pele das mulheres, dentre outras diversas bizarrices.

Ed Gein não só inspirou a criação do Leatherface, mas também inspirou a criação de outros assassinos do cinema e da literatura, começando pelo assassino Norman Bates que foi livremente baseado na vida dele, no livro Psicose do autor Robert Bloch. Livro que ganhou uma adaptação cinematográfica em 1960 dirigida por Alfred Hitchcock.

Gein também foi a base do personagem Buffalo Bill e também serviu de inspiração para criação de ninguém menos que Hannibal Lecter, ambos no livro O Silêncio dos Inocentes escrito pelo autor Thomas Harris. Livro que também recebeu uma adaptação cinematográfica dirigida por Jonathan Demme em 1991, essa que ganhou o Oscar de Melhor Filme, por sinal.

E Gein ganhou ainda seu próprio filme em 2000, dirigido por Chuck Parello, Ed Gein – O Serial Killer.

Massacre04

Com seu enredo simples e conhecido “Jovens em um furgão pelas estradas do Meio-Oeste norte americano que param em uma fazenda a procura de ajuda. E acabam entrando em uma caçada aterrorizante, repleta de suspense e horror, culminando com o massacre do título“,  O Massacre da Serra Elétrica tornou-se um clássico do terror, mesmo tendo em seu original de 1974 pouco sangue sendo mostrado nas telas. Provando que o terror está nas boas idéias.

“Ainda o melhor filme de todos os tempos quando se trata do medo puro e simples.” – Stephen King  

Fator que não se repetiu em suas continuações, ainda que algumas divertidas, não chegaram nem perto do primeiro filme. Não só nelas, como em muitos filmes influenciados pelo Massacre. Os famosos Dead Teenagers Movies, designação pejorativa dada por Roger Ebert, para os filmes que se seguiram onde adolescentes morrem.

Enfim, dou os parabéns a Editora Darkside por trazer para cá esse grande livro que, como eu já disse, é uma verdadeira enciclopédia cinematográfica. E por trazê-lo em altíssima qualidade ainda! É só comparar a capa original com as lançadas por aqui, pra você ter uma idéia.

Indico para os fãs de terror, para os fãs de cinema, para designers gráficos, para assassinos em série e para você!

O Massacre da Serra Elétrica: Arquivos Sangrentos foi o primeiro da Coleção Dissecando da editora, que já conta com mais uma dissecação, dessa vez sobre o clássico filme,  Evil Dead (1981) escrito e dirigido por Sam Raimi.

capa_Massacre-da-Serra-Eletrica-253x300Livro: O Massacre da Serra Elétrica: Arquivos Sangrentos (2013)

Editora: DarkSide Books

Autor: Stefan Jaworzyn

Páginas: 320

Nota: 10 e alguns dedos. 

 


Confira também o Preview Book que fizemos em vídeo:


 

E também, algumas fotos tiradas por nós desse belo material:

 

 

Comente pelo Facebook

Designer (gráfico e web), viciado em séries e em filmes, colecionador, rockeiro, torcedor do Tricolor Paulista...

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta