Erro 404 - Página não encontrada
We're sorry, but the page you are looking for doesn't exist.
Você pode ir para o página inicial

NOSSOS ÚLTIMOS POSTS

Por toda a história da música – independente do formato de momento da indústria – aparecem bandas que têm carreira curta e acabam meio esquecidos. E, às vezes, são grandes bandas. Felizmente, com a internet e o streaming, podemos conhecer boa parte delas sem esperar anos por um relançamento de disco ou garimpar em sebos. É o caso do Jellyfish, que lançou dois ótimos discos no começo dos anos 90, teve alguma exposição, mas acabou ficando pelo caminho. Em 1990 foi lançado Bellybutton, ótimo disco de estreia que já mostrava o potencial de seu pop vigoroso, muito bem trabalhado, com ótimos arranjos, coros e melodias ousadas. Mas falemos, aqui, do segundo e último disco do grupo, de 1993: Spilt Milk. O lançamento leva esse pop robusto a um outro patamar, com flertes com o progressivo, art rock e experimentações diversas.

Já temos essa sensação na primeira do disco: “Hush” é uma abertura ousada, uma espécie de canção de ninar guiada apenas por coros e lindas melodias. Um belo cartão de visitas. Em seguida, “Joining a Fan Club” poderia ser um resumo do som do Jellyfish: grandes linhas vocais, arranjos bem montados, uma pegada altamente pop, mudanças de direção, etc. E teclados com ar de Supertramp – algo que vai voltar a aparecer durante o disco. Outras influências óbvias são The Beatles, Beach Boys e Queen. Já “New Mistake” prova que um pop descarado não precisa ser chulo, nem superficial. A música aparenta certa despretensão, mas suas melodias, harmonia e arranjos levam a canção a outro patamar. Tem um instrumental cheio de detalhes, caprichado.

“All Is Forgiven” mostra um lado ligeiramente mais pesado e sujo, sem deixar de lado o apuro sonoro. Com muitas idas, vindas e surpresas, é uma das faixas que flerta com algo entre o art-rock e o progressivo. Essa música tem um pouco do clima do que Jeff Buckley veio a fazer, o que nos leva a pensar se Buckley não foi influenciado pelo Jellyfish – já que lançou sou disco de estreia e único no ano seguinte. Senão, é uma bela coincidência. “Russian Hill” é uma balada leve e calma. Mas como este é um disco do Jellyfish, não é uma balada comum: seu andamento é meio torto e suas melodias não são tão óbvias. Entre outros tantos destaques de um grande disco, ainda temos “The Glutton of Sympathy”, “Bye, bye, bye” e “He’s My Best Friend”. Se você, leitor, gosta de um pop bem trabalhado, vale à pena procurar o trabalho do Jellyfish.

Veja o vídeo de “New Mistake”:

Sejam bem-vindos a mais um videocast do Pipoca e Nanquim, agora em nova fase! E, após nosso programa comemorativo de número 200, decidimos chegar com o pé na porta e preparamos dois programas especialíssimos daquela que é considerada por muita gente a maior série de tevê já produzida: “The Sopranos“. Se ela é mesmo a maior, a melhor ou se é só superestimada, talvez seja uma questão de gosto, mas uma coisa não se pode negar: “Sopranos” promoveu uma verdadeira revolução na forma de se produzir seriados televisivos, cujas repercussões reverberam até hoje.

Acompanhe mais este episódio do Pipoca e não esqueça de dizer pra nós o que achou do programa. Um abraço!

COMPRE A SÉRIE AQUI:
http://goo.gl/2LUYur

LINKS:
– Review do livro “Homens Difíceis”, da Editora Aleph: https://goo.gl/iO1BZt

– A Revolução das Séries de TV – Pipoca e Nanquim #176: https://goo.gl/T4lbbm

Isso não é uma crítica ou um review profissional, são os comentários de um fã sobre Dragon Ball: A Ressurreição de Freeza. Bruno Zago assistiu ao filme e, nesse vídeo, resolveu compartilhar suas impressões com vocês.

E VEM AÍ A FEST COMIX! SAIBA MAIS:
http://festcomix.com.br/ingressos/

Participe do sorteio especial do Pipoca e Nanquim:

https://sorteiefb.com.br/tab/promocao/464628

 

—————————————–­­­————————————–­-­-­—————-——————–­-­-­————————-——————-

Se você gostou do que assistiu, ajude o videocast a se espalhar e clique no botão GOSTEI, adicione o vídeo aos favoritos e COMPARTILHE com os amigos nas redes sociais, isso é fundamental para a sobrevivência do canal. Contamos com a sua ajuda;)

Bruno Zago nos leva em um tour pela Comix Book Shop, loja de quadrinhos que fica em São Paulo.

E VEM AÍ A FEST COMIX! SAIBA MAIS:
http://festcomix.com.br/ingressos/

LOJA ONLINE DA COMIX:
http://www.comix.com.br/distinction.php

ENDEREÇO:
Alameda Jaú, 1998, Cerqueira César, São Paulo/SP
Pertinho das Estações Paulista e Consolação do Metrô

ATENDIMENTO:
De segunda a sexta: das 11h às 20h.
Sábado: das 10h às 18h.
Feriados: das 11h às 17h.

evolucao-gamer

15 de janeiro de 2015. Há quase 6 meses… ou 160 dias… ou 3840 horas… ou 230400 minutos… ou 13824000 segundos e contando… nascia o Conquista.

Com o objetivo de conversar sobre videogames com os nossos leitores e oferecer um conteúdo bacana pra vocês, nós criamos este blog e nos esforçamos para nos destacar na blogosfera com notícias bem embasadas e contextualizadas (quando há notícia aqui no blog, hehe), artigos com uma boa carga opinativa e que visam incentivar a discussão e o debate, resenhas de jogos que visam não apenas mostrar a opinião do autor mas também auxiliar os leitores no tocante a parte técnica dos jogos e uma cobertura de eventos que busque informar e divertir o visitante da melhor forma possível.

Sabíamos desde o início que não seria tarefa fácil: atualmente existem zilhões de blogs brasileiros sobre games, muitos deles de extrema qualidade. Nossa proposta com o Conquista é justamente a de nos oferecer como mais uma opção para o gamer que deseja se entreter e se informar sobre seu hobby favorito, com um conteúdo que preza pela excelência e pela dedicação em falar com carinho sobre aquilo de que gostamos. Mas percebemos que, para continuarmos melhorando cada vez mais, precisávamos dar um passo adiante na evolução deste singelo site.

Assim sendo, após alguns momentos amadurecendo a ideia (e a semana da E3 2015 foi deveras importante na decisão que tomamos e que você conhecerá agora), nós do Conquista decidimos abrir vagas para a entrada de novos colaboradores na equipe.

jornalismo-de-games

Certamente alguns de vocês já pensaram em escrever sobre videogames um dia, seja por hobby, para praticar as habilidades de redação, seja para evoluir profissionalmente ou apenas para ajudar a melhorar seu site de games favorito. Sabemos que o Conquista é um blog bastante modesto, ainda sem muito espaço em sua área e na preferência dos gamers. Mas mesmo assim, a partir de hoje estamos de portas abertas para dar uma forcinha a quem quiser realizar seu sonho ou meta de escrever sobre videogames na internet e, de quebra, crescer junto com a gente!

Assim sendo, abrimos duas vagas para colaboradores aqui no Conquista, que atuarão como redatores. Se você estiver interessado em fazer parte da nossa equipe ou conhecer alguém que por acaso se interesse, não deixe de enviar uma mensagem através de nosso formulário de contato ou diretamente para contato@conquista.blog.br, com o assunto “Conquista – Novo(a) Colaborador(a)”. Nós responderemos sua mensagem o mais rápido possível com instruções de como proceder para garantir sua vaga e escrever junto com a gente!

Vale salientar que não há uma remuneração, pois nós do Conquista somos um blog pequeno e independente e no momento não temos como oferecer uma forma de pagar pelo trabalho de quem contribui para o site. É claro que planejamos uma forma de obter e conceder renda com a geração de conteúdo a longo prazo, mas infelizmente não temos essa capacidade no momento, então somos movidos mais pela paixão pelos games e por falar sobre eles.

Bom, era isso. Não deixem de tirar suas dúvidas na caixa de comentários, mandando email pra gente ou mesmo lá no Twitter, falando comigo ou com o Sayron. Antecipadamente agradecemos de coração!