Olá meus leitores lindos da tia!

Como vocês já devem ter percebido desde os tempos do Nerds Somos Nozes, nós aqui não temos medo de colocar o dedo na ferida e falar de temas “Polêmicos”. Se você só conhece a MOB e não chegou a fuçar no patriarca da família Somos Nozes, sugiro dar uma olhada nos posts do “Arquivo NSN” pra sentir o gostinho da coisa.

O Dia dos Namorados está se aproximando e o pensamento na cabeça dos comprometidos é: Romance? Talvez. Chocolate? É, pode ser? Carinhos, dengos e chamegos? Também. Sexo? SIIIIIIIIIIIIIIIIIIM!

E hoje, fazendo um gancho com o Livro de Gisele Rao o assunto de hoje é sexualidade. E não vem me falar que é tabu e blá, blá, blá. A sexualidade humana, como o próprio nome diz, é uma coisa nossa. Joguei o termo na santa Wikipédia e eis aqui a definição:

“A sexualidade de um indivíduo define-se como sendo as suas preferências, predisposições ou experiências sexuais, na experimentação e descoberta da sua identidade e atividade sexual, num determinado período da sua existência.”

Em outras palavras, sexualidade é a fruta que você gosta, o time que você joga ou o lado da faca que você corta. E o que tem de tão polêmico numa preferência?

Todo mundo tem um livro favorito, uma banda favorita, um game favorito e ninguém liga. Agora, por que chegam com paus e pedras quando alguém diz que é gay, lésbica, simpatizante, assexuado, pansexual ou bissexual?

Na boa gente, qual é o problema?

Quotando um pedaço do espetáculo “Terça Insana”: “Por que é que os héteros ficam gritando VIADINHO! VIADINHO! Quando um gay passa na rua? Por acaso a gente fica gritando HETEROZINHO! HETEROZINHO! Não né?”

Mas quando diabos a gente descobre qual é a nossa sexualidade? Não tem hora certa, na maioria das vezes isso acontece na puberdade, na famosa fase das “experiências”, principalmente com as meninas. Bom, pelo menos comigo foi assim.

Em outros casos a pessoa descobre qual é a dela antes mesmo da revolução hormonal dos infernos acontecer, e tem gente que só depois de grandinha cai na real e percebe que sua figurinha esta colada no álbum errado. De novo, isso não tem hora certa pra acontecer, mas que acontece, acontece.

Quem me segue no Facebook ou no twitter já deve ter percebido que ou defendo os direitos dos gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e Lady Gagas da vida. Faço isso por não achar nem um pouco correto uma pessoa apanhar na rua porque ela gosta de uma pessoa do mesmo sexo que ela ou porque ela gosta de se vestir do sexo oposto. E na boa, “Dia do Orgulho Hétero”? Vocês só podem estar de brincadeira.

Uma coisa extremamente importante é o respeito pela sexualidade alheia. Nada de falar que bissexuais são lésbicas ou gays indecisos ou que são covardes demais para escolher um lado pra jogar. Gostar dos dois não tem problema nenhum, é a SEXUALIDADE dessa pessoa ser assim. E você, na condição de ser humano, deve no mínimo, respeitar isso. Nós não respeitamos sua sexualidade de ser hétero? Por que demônios então você pode nos xingar na rua e ter uma atitude hostil?

Meu conselho para vocês é o seguinte: Experimentem. A vida é uma só e foi feita para ser vivida (blá, blá, blá carpe diem eu sei), então se você é um cara e já ficou curioso em saber como é beijar outro cara, vai fundo meu querido! E você moçoila, sempre quis saber como é dar uns amassos numa outra menina? E tá esperando o que pra ir à caça de uma menina que faça seu tipo?

Você só vai saber se foi legal ou não tentando então não adianta ficar com essas de nojinho e frescura que não cola! Pense por um lado, se não der certo, você já estará mais seguro de sua sexualidade e uma coisa que eu sei é que, a partir do momento em que você descobre sua sexualidade e se sente bem com ela, você fica uma pessoa mais confiante. Falo isso por experiência própria.

A sexualidade é um campo amplo e que tem milhares de vertentes para serem exploradas. Assim como no sexo, há vários jeitos de se divertir e vai de você sair da zona de conforto e se aventurar por ai. Claro que sempre com proteção né gente, imagina que legal ganhar de Dia dos Namorados uma DST ou ter uma gravidez indesejada?

Como havia dito previamente, eu também já dei a cara a tapa e me entreguei a curiosidade. Aconselho todo mundo a fazer o mesmo. Tirem esse preconceito bobo da cabeça, esqueçam a timidez ou o famoso “Ai o que vão pensar de mim?” Gatinha, eles pagam suas contas? Gatinho, eles assinam seus cheques? Não né.

Eu sei que tem gente disposta a tentar mas morre de medo. E eu pergunto a vocês, medo de quê? De gostar? E por que você vai ter medo disso? Tá com medo de ficar traumatizado pro resto da vida? De não gostar e ficar chorando encolhido num canto? Deixa de ser assim pessoa! Você pode estar perdendo uma coisa ótima e que vai te fazer muito bem.

Eu mesma tinha meus medos e receios. A primeira vez que me vesti de homem fiquei com medo de apanhar, a primeira vez que beijei uma menina fiquei com medo de não gostar e de me arrepender depois. Não deu certo? Paciência jovem gafanhoto, pelo menos você teve iniciativa e tentou uma coisa diferente.

E a vida não é sobre correr riscos e tentar coisas novas? Então se joga!

Olha só, essa coisa de experimentar não vale só pra descobrir sua sexualidade não, aproveita que o dia dos namorados está chegando e tente alguma coisa nova no sexo também! Um brinquedo, uma fantasia, uma posição ou até mesmo um cenário diferente, porque além de ser uma situação nova, pode muito bem dar aquele boost de energia.

O conselho ainda vale, dê a cara a tapa e se jogue em alguma coisa diferente. Se você tem aquela vontade secreta, arranque essa timidez do corpo para começar a arrancar roupas e curtir o momento.

E para dar um apoio a vocês, lançamos aqui uma promoção em comemoração ao Dia dos Namorados! Que tal ganhar um kit de produtos eróticos para serem usados por você e seu parceiro?

Gostou da ideia? Acho que seu namorado(a) irá curtir a brincadeira!

Para participar, curta nossa página no Facebook, siga nosso perfil no Twitter e retuite a seguinte frase:

“Eu quero um Dia dos Namorados diferente! Por isso quero ganhar o kit sorteado pela @mobground (http://kingo.to/170B)”

O resultado sairá dia 10/06 às 20h, e prometo, se os correios não atrasarem ou nosso ganhador esquecer de nos passar seu endereço, que o kit chegará ainda no dia 12, Dia dos Namorados, para que possam aproveitar cada segundo desse dia especial!

Que tal uma foto do nosso kit?

 

O que vem:

 Um anel peniano com aroma de menta

“Prolonga a ereção e massageia o clitóris durante a relação.”

Um gel adstringente Funnybell Sublima e um gel Segredos de Anita (roxo)

“Contrai a região íntima da mulher causando uma deliciosa sensação de estreitamento.”

Um gel Amor Selvagem (vermelho)

“Esquenta e esfria, levando o homem e a mulher ao prazer absoluto.”

Um Gel Desejos Proibidos (preto)

“Sexo anal sem desconforto.”

Uma Calda Quente para massagem sabor morango com champagne

“É indicada para utilizar a dois, dando um toque de sabor e calor à sua relação.”

Um gel aromatizante sabor brigadeiro e um sabor morango com champagne

“Para um sexo oral cheio de sabor.”

Caneta Sensuale comestível, sabor Ice Gel

“Arte com gosto de prazer.”

Bolinhas beijáveis sabor chocolate

“Lubrifica com gostinho de quero mais.”

Creme super excitante Vulkan

“Provoca uma super sensação térmica de esquentar e esfriar tão intensa que você perde a noção de temperatura e irá enlouquece-los de prazer.”

Camisinhas Olla Sensitive

“Diversão sem proteção NÃO! Use camisinha!”

Não esqueçam de cumprir todas as regras para não terem surpresas.

 

Oferecimento de:

Ivin Elena Santos

Twitter: @sweetiessss

Facebook: https://www.facebook.com/ivin.elenasantos

E-mail: ivin.elena@gmail.com

 

Comente pelo Facebook

Jornalista. Fã de gore, terror e todas as bizarrices da internet. O pessoal daqui diz que eu sou um Shinigami.

2 COMENTÁRIOS

  1. Matou a pau (ops, he he) Beatriz.
    Texto maravilhoso, espero que todos que o lerem se joguem e se descubram como gente. Vivam e deixem viver

  2. É um tabú muito forte para ser quebrado. Essa pessoa que consegui, com certeza é muito forte.
    O medo de experimentar para decidir se sim ou não sobre sua sexualidade é para poucos.
    Acredito que para a mulher é mais fácil. Os homens tem aquilo de machismo e tal…
    Maravilhoso teu texto, parabéns!
    Gostaria, era de lhe conhecer pessoalmente. Ter alguém “assim” como amiga é sinal de maravilhosas experiências sexuais.

Deixe uma resposta