Sabe aqueles dias que você acorda com vontade se fechar num casulo e curtir uma fossa? Aqueles dias que nem café anima, nem cigarro, nem pornografia, nem nada. Você faz tudo pela inércia. Deixa tudo para mais tarde. Mas, calma amigos, tenho uma coisa aqui que pode melhorar os ânimos de vocês.

OS CINCO CLIPES QUE TE DEIXAM MAIS HOMEM!

Que é pra você ouvir e amassar uma latinha de cerveja na testa! Pra você criar vergonha nessa cara e sair desse quarto, invadir as ruas com a fúria dos deuses da boa música, andar dois quarteirões e penetrar a padaria como um guerreiro mitológico, pedir um café no copo americano e um pão na chapa, e finalmente, sair da padaria comendo o miolo do pão francês.
É ou não é sensacional?

A começar pelo 5º lugar: esse clipe genial do White Stripes. I Just Don’t Know What to do With Myself.

O clipe é simples: a Kate Moss fazendo um pole dance. E tem coisa mais genial que isso? Uma música boa, com uma boa dançarina seminua à meia luz fazendo pole dance? Ponto dos meninos! O nível de testosterona deste clipe é tão alto que no Youtube você só pode ver depois de fazer login e provar que é maior de idade.

Mas tudo bem, o clipe tem quase três minutos. Tempo suficiente pra você ter vontade de sair da cama (nem que seja pra correr pro banheiro).

Na volta, você já engatilha o 4º lugar: I Am Mine, do Pearl Jam.

E aí você me pergunta “pô, mas essa música é tão levinha e mansa, o que tem de homem aí?” e eu te respondo, TUDO, MEU CARO! O Pearl Jam faz você lembrar daquela camisa de flanela xadrez que tá quase mofando dentro do seu guarda roupa, além da voz grave do Eddie Vedder que te injeta testosterona direto na veia. E você então, pensa, “eu posso, eu consigo!”.
E por que o clipe é importante? Sem a contextualização imagética, você não vai perceber alguns detalhes imprescindíveis para ser um bom homem. Falando sério agora, dá para ver respeito, integridade e caráter – sem perder a sensibilidade e a compaixão – nos detalhes de cada integrante. Pô gente, ser homem não tem nada a ver com ser rude, muito menos machista, ok?

Chegando no 3º lugar, algo que faz até seu pai pagar um pau. Sabotage, dos Beastie Boys.

Você já assistiu a uma boa dança no cano, você já vestiu sua camisa flanelada e já aprendeu a falar grosso. Agora imagine-se dentro de um filme de ação. Uma perseguição policial é o mínimo que você pode usar para compor esta imagem mental. E aí está o clipe para te ajudar.
É adrenalina pura, correria, para subir o sangue mesmo e você ficar pronto para o que vier na sua frente. Da portaria para fora é a vida, e na vida é você por você mesmo.

E por falar em perseguição policial, pra aumentar ainda mais o índice de testosterona, vem aí o 2º lugar. Show Me How To Live, do Audioslave.

Primeiro, vou fazer um adendo só pra constar. Audioslave é o Rage Against The Machine + Chris Cornell, o maior molhador de vaginas do mundo. NÃO TEM COMO NÃO SER MACHO OUVINDO ESSA MÚSICA.
Desabafei.
Não sei nem por onde começar. Eu não vou falar nada. Assista o clipe.
(Dica: o bigodinho do Chris Cornell NÃO fica bom em você. NÃO TENTE FAZER ISSO EM CASA.)

E pra terminar com os termômetros estourando, o meu primeiríssimo lugar: I Want to Break Free Queen.

Contrariando expectativas, o deus maior da testosterona se veste de mulher para quebrar paradigmas e faz um clipe inteiro de minissaia e BIGODE. Freddie Mercury era realmente um gênio e EU QUERO VER VOCÊ TER COLHÕES PARA SER MAIS HOMEM QUE ELE. Você precisa ser muito homem para fazer um clipe revolucionário assim. Freddie Mercury é Deus.

Depois desta lição de hombridade, deixo aqui meus votos para que você faça como Freddie Mercury, e se liberte das amarras que te prendem. Porque ser homem vai além de opção sexual ou aparência. Ser homem é muito mais que ter um carro ou músculos. Ser homem é ter caráter e saber encarar as dificuldades da vida.

Porque ser homem não é ser superior. Ser homem é ter um pouco de mulher dentro de si e saber reconhecer que todas as pessoas devem ser respeitadas independente de qualquer situação. Ser homem é prezar pela igualdade entre as pessoas.

Comente pelo Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. A ideia foi boa, mas o texto nao foi redigido de forma que interpretasse esse espirito de testosterona tanto citado, nao ficou mto macho nao (risos)

Deixe uma resposta