A Profecia – livro

A Profecia – livro

[ARTE DA VITRINE]: Thiago Chaves (@chavespapel)

Que o mundo não anda lá nos seus melhores momentos todo mundo já sabe, Tsunamis e terremotos no Japão e Haiti, a repressão bruta dos militares contra a revolução na Líbia e Egito, guerras sem finalidade alguma, violência e caos se espalhando sorrateira e às vezes explicitamente pelos países isso sem falar nas corrupções nos governos. Para muitos, isso soa como o fim dos tempos.

Mas e se, de fato, o mundo estivesse acabando e o apocalipse tivesse início? Mas, ao contrário do que a bíblia alega, não fosse um levante de anjos contra as forças de mal e sim uma coisa mais contemporânea e menos fantasiosa. Séries como Supernatural apresentam o tema desse jeito, desde que o mundo é mundo e as religiões são religiões nós sabemos que existe um eterno conflito entre o bem e o mal e é exatamente sobre isso que o livro da vez tem pra falar.

Escrito pelo diretor e produtor David Seltzer no ano de 1976, sua obra intitulada de A Profecia” conta a história da família Thorn com seu filho adotivo Damien. A princípio você pensa que esse é mais um daqueles livros cujo intuito é só te dar um medinho e nada além disso. É ai que você se engana, o livro tem um dos finais mais surpreendentes que eu já li.

Katherine Thorn perdeu dois bebês e não aguentaria ter uma terceira perda, seu marido e embaixador no Reino Unido Robert Thorn, ao descobrir que a mulher perdera uma terceira criança, faz um acordo com um padre numa maternidade italiana. Ele adotaria um recém-nascido cuja mãe morrera no parto e nada contaria a sua esposa. Tudo isso seria menos estranho se o bebê, nomeado de Damien, não fosse o anticristo.

A partir da vinda do garoto para a residência dos Thorn, coisas estranhas começam a acontecer, uma babá se mata enforcada, os macacos no zoológico se rebelam e começam a se atacar e um estranho cachorro negro começa a rondar a casa da família. Isso sem contar a estranha morte de um padre cuja relação com o garoto eu não irei revelar.

Percebendo que algo está errado, Robert e o fotógrafo Jennings começam a investigar a origem do problema e a encontrar sua solução, mas é claro que nada disso é o que parece.

A trama do livro é completamente envolvente e por mais que você queria é impossível parar de ler ou de não se deixar envolver com a história, seja morrendo de raiva da babá de seios grandes, Sra. Baylock, seja antecipando as possíveis mortes na obra. Outra coisa que me impressionou muito foi a presença de Damien no enredo. Descrito como quieto e com olhos grandes e muito azuis, o menino, mesmo sem falar, se mostra em cena só com sua aura negra e com a sensação de algo esta errado.

Ao invés de conjurar demônios do inferno para a terra, a ideia de Seltzer de apocalipse foi muito mais criativa, o objetivo dos protetores do garoto é de colocá-lo como presidente dos Estados Unidos, e quer melhor cargo do que chefe de uma das maiores nações do mundo para incitar o caos e pandemônio mundial?

Informações sobre o final do livro são terminantemente proibidas nessa resenha, mas alego que não pude deixar de evitar em soltar uma exclamação de surpresa no meio do ponto de ônibus ao ler as páginas finais. A Profecia fez tanto sucesso que acabou virando filme em 1976 cujo roteiro foi adaptado pelo próprio David Seltzer, em 2006 foi lançado um remake do mesmo, mas esse não conseguiu atingir tanto as bilheterias como o primeiro.

A Profecia” dá medo, porém te pega principalmente pela tensão, tudo é bem emaranhado e não há pontas soltas. Ao decorrer da leitura, é possível visualizar a história em sua cabeça com uma riqueza de detalhes incríveis, mas não se preocupe, não há nada de Eça de Queiróz nele. Outro ponto muito positivo da obra é o fator estranheza das pessoas. Conforme eu lia o livro no trem, os demais passageiros me lançavam olhares estranhos e por vezes até se afastavam. Mas um caso de não saber diferir ficção de realidade.

Interessou-se pela possível previsão do fim do mundo escrita em 1976, muito antes dessa lenda do calendário Maia? Quer ler um bom livro de suspense e terror que vai te prender mais e mais a cada virar de página? Estava desesperado atrás de uma solução pra falta de espaço nos trens e ônibus? Quer assustar a sua avó religiosa e não sabe como?. “A profecia” é o livro certo pra você.

Livro: A Profecia

Editora: Record

Autor: David Seltzer

Páginas: 204

Nota: 10

Comente pelo Facebook

Jornalista. Fã de gore, terror e todas as bizarrices da internet. O pessoal daqui diz que eu sou um Shinigami.

ARTIGOS SEMELHANTES

3 COMENTÁRIOS

  1. Beatriz,

    Essa história do anti-cristo como presidente dos EUA não me traz boas recordações: a série Deixados para Trás também mostra o anti-cristo como um homem que terá um poder político enorme. E estou tentando terminar a leitura dessa série há anos! rs
    Gostei da dica, adoro livros que te deixam com essa sensação de opressão que você nem sabe muito bem de onde vem. E saber que o livro não tem pontas soltas, como você disse, é um alívio. Qual leitor gosta de ficar imaginando o que realmente aconteceu com os personagens, né!? Eu, pelo menos, detesto!
    E o bom de ser um livro mais antigo é que deve ser fácil achá-lo em sebos por um precinho camarada…
    Já assisti ao filme de 2006, então ficará mais fácil imaginar os personagens.

    =)

  2. Achei A Profecia perdido em uma estante da casa do meu avô onde ficavam os livros de uma tia há muito tempo. PORÉM, ela disse que não lembra de ter comprado ou lido o livro. =O

  3. Li esse livro há uns 14 anos atrás, tinha uns 13, 14 anos… Indicação da minha mãe!!!… Fiquei viciada, adorei a história, ela esperou pra ver minha reação ao ler o primeiro e me presenteou com as sequências do primeiro livro, A Profecia II, A Profecia III e a Profecia IV – O Conflito Final. Não contente com os livros, vi os filmes. Adorei mais ainda!!! Já os reli várias vezes ao longo dos anos, mantenho os quatro guardadinhos, amarelos de tão velhos, mais os adoro. A história é ótima!!! E dá medo de verdade! rsrsrsrs

Deixar uma resposta