Olá, Pachuchus!

Já estamos em novembro e é justo dizer que nesse ano de 2016 só aconteceu desgraça. Um golpista assumiu a presidência por aqui, um cheetos raivoso com uma espiga de milho na cabeça assumiu o mesmo cargo na antiga terra de Obama, todo mundo ficou desgraçado da cabeça com a nova temporada de Black Mirror, entre outras coisas.

Então, para fugir de todo esse horror da vida real, que tal se afundar no horror da ficção? Afinal, nós humanos temos várias válvulas de escape para ignorar o que se passa por aqui, nem que seja por um momento. Alguns enchem a cara, outros assistem séries. E bom, não tenho nenhuma cerveja comigo, mas tenho uma recomendação mais do que excelente para vocês.

No meu texto sobre o Slenderman eu expliquei o que são as creepypastas, mas se você não quiser clicar no link eu faço um resumo: creepypastas são histórias de terror criadas por pessoas e publicadas na internet. O Slenderman por exemplo é uma, se não a, mais famosa de todas. No entanto há várias outras como Jeff The Killer, 1999, No End House e The Rake.

Mas por que diabos eu estou falando de creepypastas? Simples. A série de hoje é 100% baseada em uma. Candle Cove é sobre uma discussão em um fórum sobre um show exibido na televisão local nos anos 70. Só que nada é o que parece.

441832_cz_24x36_vert_fm-final-page-001-crop

Produzida pelo canal gringo SyFy, Channel Zero segue a linha American Horror Story. Cada temporada com uma história diferente, só que nesse caso é uma creepypasta diferente. Com apenas 6 episódios de 40 minutos, o primeiro segmento da antologia conta a história de Mike Painter, um pai com distúrbios psicológicos que resolve visitar sua cidade natal.

Em um jantar com seus amigos de infância, Mike nota que a filha de um deles está assistindo um programa infantil muito familiar para o protagonista. O programa em si acompanha as aventuras do pirata Percy e sua tripulação enquanto navegavam pelos mares de Candle Cove.

O protagonista então levanta o tópico do show durante o jantar e após uma conversa cheia de nostalgia a calmaria na cidadezinha começa a mudar.

Mike começa a ser assombrado pelas visões de Candle Cove e resolve cavar mais fundo para descobrir o que realmente está acontecendo, ainda mais depois que crianças começam a praticar assassinatos e um monstro coberto de dentes resolve aparecer.

Queria poder falar mais sobre o enredo, mas isso seria spoiler, então vou parar por aqui. Preciso dizer que Candle Cove não é o típico terror das telonas, com sangue voando a todo o momento, meninas seminuas se esgoelando de gritar e com um vilão facilmente esquecível. O primeiro segmento de Channel Zero é psicológico, ou seja, você precisa parar e prestar atenção caso contrário não vai entender nada e achar tudo chato.

O ritmo da série pode ser considerado lento demais para alguns ou até irritante, mas é proposital. Assim como no finado jogo P.T. (que deus o tenha), Candle Cove não tem jump scares previsíveis. É o tipo de terror que se aproxima de modo sorrateiro e te pega de jeito quando você menos espera. Te deixa na ponta do sofá totalmente alerta a tudo. Preciso confessar que essa série me deu medo e isso foi maravilhoso porque é bem difícil encontrar uma série do gênero que realmente te assuste ou te deixe desconfortável. Candle Cove cria uma tensão que você não percebe logo de cara, e, por ser uma série psicológica, é necessária toda a sua atenção e concentração pra que você entenda a história.

29660

Caso ficou interessado em ler a creepypasta que originou a temporada, é só clicar nessas palavras coloridas. Achei um link em PT-Br pra todo mundo poder aproveitar. Uma coisa que eu percebi quando li a notícia sobre a produção de Channel Zero foi a evolução no meio de produzir mídia.

Com o avanço, e a força, da internet em nossas vidas, a indústria televisiva e cinematográfica começaram a se adaptar aos novos tempos. Filmes como Smiley falam sobre os trolls de internet e o quão inconsequentes eles podem ser e Unfriended fala sobre vídeos virais e como isso pode ser uma coisa horrível (além de ser o primeiro filme totalmente gravado via Skype).

E agora temos a primeira série baseada em um conteúdo 100% produzido na internet, pela internet e para a internet.

161004_3110033_you_have_to_go_inside_3000x1688_783882819751

A primeira temporada de Channel Zero já acabou e a segunda tem previsão de estrear em 2017 e será baseada na creepypasta “No-End House. Se você quer dar uma conferida antes de começar a assistir tudo, o trailer de Candle Cove (em inglês) está logo abaixo.

Eu recomendo fortemente Channel Zero se você é fã de terror psicológico, nunca viu algo do tipo e quer tentar ou se está afim de ficar tão tenso a ponto do seu cachorro colocando a pata no seu colo quase te dar um ataque do coração (essa aconteceu comigo). Com tanta coisa horrível acontecendo no mundo de hoje, melhor mesmo é assistir as aventuras de Percy.

Comente pelo Facebook

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta