Era uma vez um policial e seu parceiro que, juntos, perseguiam um ninja. Ao encurralá-los em um beco escuro, o ninja fatia ao meio o parceiro de nosso herói com sua espada. Prestes a se vingar e fazer justiça, nosso herói é atingido por um raio – e mordido por uma cobra – recebendo poderes de super artes marciais e assim descobrindo que é O Escolhido.

E assim nasce o filme escrito e dirigido por David Sandberg, KUNG FURY.

kungfury-posterCom seus poderes de porradeiro oitentista, Kung Fury desafia o perigo nas ruas cheias de neón de Miami, enfrenta fliperamas-robôs, viaja no tempo, alia-se a Valquírias (e a um deus nórdico de Age of Mythology) e cavalga um tiranossauro. Tudo para acabar com os planos malignos de Adolf Hitler (o Kung Führer), que planeja dominar o mundo!

Essa é a premissa incrivelmente hilária de uma belíssima homenagem aos anos 1980 e tudo que existiu de bom e de ruim (ou seja: bom) na cultura pop daquela época com todos os estereótipos, efeitos de fita de videocassete mofada, música de David Hasselhoff e tudo que tem direito!

Kung Fury não foi feito pra ser levado a sério, sabe disso e faz questão de esfregar isso na sua cara. A cena do skate, logo no começo do curta já deixa isso completamente claro – além de me arrancar gargalhadas imediatas! Nunca ri de uma cena de comédia tão rápido na minha vida!

O brilho desse filme está no inesperado, no nonsense e, é claro, nas zilhões de referências a filmes, desenhos animados, vestimentas, comportamento e absolutamente tudo que fazia dos anos 80 uma época bizarramente legal pra quem foi criado na frente da TV! Mas mesmo quem não tem 30 anos na cara com certeza vai achar muito maneiro ver essa caricatura de uma época em que nos divertíamos vendo Miami Vice, Conan o Bárbaro, Tron e filmes chineses de porradaria em geral.

O filme, nascido das entranhas do Kickstarter, onde diversas pessoas do mundo colaboram para o financiamento da produção, já foi lançado, e de forma gratuita. Logo abaixo, seus 30 minutos de puro esplendor nostálgico podem ser assistidos:


Achou pouco? Os malucos da LaserUnicorns aproveitaram e fizeram um game, disponível no Steam por menos de 5 mangos e tão retrô quanto o próprio filme. Confere lá!

[quote_box_center]Facebook: https://www.facebook.com/laserunicorns

Site: http://www.kungfury.com/

Trilha Sonora: http://www.deezer.com/album/10336518[/quote_box_center]

  • [Especial na MOB] Melhores filmes que vimos em 2015!

    Fala pessoal, Resolvemos fazer um daqueles posts especiais sobre o que de melhor aconteceu…
Carregar mais artigos relacionados
Load More By Giancarlo Silva
Load More In Destaque

No Comments

  1. grandvortex

    29 de maio de 2015 at 22:13

    Esse filme parece tudo, menos um filme dos anos 80. Decepcionante.

    Reply

    • Mectrap

      30 de maio de 2015 at 19:17

      Parece que alguém não entendeu a proposta.Não era para ser um filme dos anos 80 e sim fazer referencias,piadas com coisas e estéticas da época com um enredo totalmente non-sense.É uma comédia pastelona que não foi feita para se levar a sério.

      Reply

      • Thiago Chaves

        31 de maio de 2015 at 13:21

        Exatamente. E acredito que quem entendeu a proposta, se divertiu pacas com o filme. =P

        Reply

      • Giancarlo Silva

        1 de junho de 2015 at 22:59

        Eu não teria respondido melhor. =)

        Reply

  2. […] Confira a nossa postagem especial sobre o filme: aqui […]

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira também!

[Resenha] “Livrinho irado” tem TREZE letras!

Lembro de ter visto algumas vezes quando moleque o programa Contos da Cripta, na Band: apr…